Poucas horas antes da estreia de Spencer no Festival de Veneza, Kristen Stewart marcou presença no jantar da Chanel que homenageava seu filme e Madres Paralelas, de Pedro Almodóvar. Confira abaixo as fotos e uma rápida entrevista concedida ao site WWD durante o evento:

EVENTOS > EVENTOS E PREMIAÇÕES > EVENTOS E PREMIAÇÕES EM 2021 > (02/09) JANTAR DA CHANEL NO FESTIVAL DE VENEZA

Outra mãe que estava presa em um casamento e em uma vida que a sufocava era a Princesa Diana, que é interpretada por Kristen Stewart em Spencer, o muito aguardado filme de Pablo Larraín que estreia no festival na sexta-feira. O filme, que segue a falecida princesa em um fim de semana essencial durante o feriado de Natal com a família Real no começo dos anos 90 e que a levou até a separação do Príncipe Charles, é esperado para ser um sucesso global não somente em níveis cinematográficos mas por seu quociente fashion.

“É engraçado, não estou nervosa para amanhã”, admitiu Stewart. “Você dá o seu melhor, faz o seu trabalho e agora é hora de comemorar.”

Devido o relacionamento especial de Diana com a grife francesa, esperam que Stewart vista muitas peças vintage da Chanel no filme. No pôster oficial, ela usa um vestido de gala bege parecido com um da coleção de primavera de 1988 da Chanel. O vestido foi enfeitado com ouro e prata em volta, lantejoulas ovais e em forma de folha que formam ramos florais. Ele foi refeito para Spencer no ateliê da Chanel e precisou de 1,034 horas de trabalho de cinco costureiras.

Esse é a segunda roupa vintage da Chanel que Stewart usou nas prévias de Spencer. Em janeiro, o estúdio liberou uma imagem de Stewart vestida em um casaco vermelho de tweet com um colar bordado da coleção ready-to-wear de 1988 e que pertence às coleções Patrimoine de Chanel. Stewart usou o casaco com um chapéu com véu para um look similar ao que Diana usou em 1993 durante as celebrações de Natal.

“Diana tinha um relacionamento íntimo om a Chanel e isso é algo que temos em comum”, disse Stewart. “É interessante interpretar uma pessoa real que é tão amada e é uma figura tão importante na nossa sociedade. Você quer fundir-se com essa pessoa, não quer fazer uma imitação. O fato de que tínhamos a Chanel em comum ajudou o processo.”

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil

O estúdio responsável por Spencer, novo filme de Pablo Larraín estrelando Kristen Stewart como a Princesa Diana, revelou hoje o pôster oficial do filme em suas redes sociais. Um pouco mais tarde, o trailer do filme e uma cena estendida foram apresentados para aqueles que estavam presentes na CinemaCon, uma convenção anual exclusiva para quem trabalha com cinema. Confira as descrições abaixo e o pôster na nossa galeria:

DEADLINE: Aqueles que acordaram cedo para a apresentação do Neon na CinemaCon receberam um primeiro vislumbre do trailer de Spencer e uma cena estendida, o filme biográfico sobre a Princesa Diana estrelando Kristen Stewart que terá sua estreia mundial no Festival de Veneza na próxima sexta-feira, 3 de setembro, e então seguirá para o TIFF.

Houve muita atenção na possibilidade da interpretação de Stewart sobre a icônica Lady Di (ela foi vista em Veneza pela última vez interpretando outra mulher da vida real em Seberg de 2019). Mas seu sotaque aqui é perfeito como a Princesa de Wales.

O trailer é uma montagem de cenas familiares da vida na família real, como por exemplo: os ternos de Diana, sopas de lagosta e aspargos. Mas então vemos Diana chorando, vagando pelo corredor em um vestido prata, então atravessando o jardim da propriedade, sendo rodeada por paparazzi, então rodopiando e dançando.

O clipe mostrou uma discussão com o Príncipe Charles na biblioteca da propriedade, cada um de lado de uma mesa de sinuca. Eles discutem sobre um dos filhos aprendendo a atirar ao ar livre, o guarda-roupa dela e a personalidade pública e privada de suas vidas.

THE WRAP: O trailer começa com uma montagem de roupas elaboradas para a Princesa Diana, enquanto ela está trancada no banheiro, se escondendo de todos que estão sentados para o que parece ser uma ceia de Natal. A filmagem também mostra Diana dançando pelo palácio, correndo pelo jardim, vagando pelos corredores em um vestido prata, e sendo perseguida pelos paparazzi. É claro pela prévia que Diana está no seu fim e quer ir embora, mas precisa manter-se na linha.

Eles então mostraram uma cena de uma conversa entre Diana e o Príncipe Charles em uma mesa de sinuca, criando um espaço físico entre o casal que era conhecido por ter problemas. Eles discutem sua personalidade privada e pública e o jeito que ela decide se vestir, também falam sobre um de seus filhos aprendendo a atirar. É intensa e cheia de ansiedade, e termina com Charles rolando uma bola preta que Diana pega.

EW: Bem-vindos à Casa Spencer.

As primeiras cenas do filme biográfico de Pablo Larraín sobre a Princesa Diana, Spencer, estreou na CinemaCon na quarta-feira e a EW estava lá para a prévia. O filme segue três dias na vida de Diana (Kristen Stewart), enquanto ela passa o Natal com a família Real na casa de Sandringham e luta com a decisão de terminar seu casamento com o Príncipe Charles (Jack Farthing) no meio dos rumores de affairs.

Na cena, que não foi lançada para o público, uma quase irreconhecível Stewart e Farthing enfrentam-se em uma mesa de sinuca no que parece ser a sala de lazer na propriedade real. Os dois, que estão separados pela largura da mesa com uma série de bolas vermelhas perfeitamente colocadas entre eles, estão em conflito e discutindo sobre um de seus filhos aprendendo a atirar com a família. Em um momento, ela quase não contém sua raiva e bate na mesa em ira. É rapidamente claro que o problema real não é o tiroteio, mas várias inverdades e ressentimentos entre o casal. Charles a confronta sobre tudo desde andar pelo jardim sozinha, o jeito como ela abre as cortinas, e possíveis infidelidades estão implícitas. Mas, no núcleo de seus problemas com ela, está sua aparente falta de desejo de se conformar com os padrões reais.

”Há duas versões de todos”, ele diz para ela. ”Somos dados tarefas, você precisa que seu corpo faça coisas que você odeia.”

“Que você odeia?” ela repete, acertando no tom de voz de sussurro de Diana e no sotaque.

”Sim, pelo bem do país”, ele diz. ”Pelo povo, porque eles não querem que sejamos pessoas. É aqui que deve ser. Desculpe, pensei que soubesse.” O confronto termina com Charles rolando a bola oito para ela, a qual ela pega e deixa cair posteriormente. A cena termina na bola solitária no chão.

NEON também mostrou o teaser trailer do filme. Enfatizado por uma melodia de piano com um coro de crianças, o trailer mostra cenas da vida rica ao redor de Diana, desde comidas luxuosas, roupas deslumbrantes, até para a família Real sentada em uma longa mesa de jantar. Há várias cenas de Diana, que não fala muitas palavras no trailer, parecendo triste enquanto rodopia, dança e corre de seus problemas na casa de Sandringham.

JOBLO: Enquanto alguns podem estar rolando os olhos com a ideia de outro filme sobre a Princesa Diana, o de Pablo Larraín parece incomum e um acompanhante de Jackie. Como o outro, esse parece estar focado na tensão de estar em exposição e no olhar do público 24/7. No entanto, se passando durante os anos em que o casamento de Diana e Príncipe Charles estava desmoronando, esse filme é muito diferente de The Crown, da Netflix, já que parece estar mais focado no aspecto doméstico de ser parte da realeza em vez da ostentação. É filmado em 1:33:1, com uma cinematografia simples, apesar do trabalho de câmera ser único.

No clipe estendido que vimos, Diana e Charles estão de lados opostos de uma mesa de sinuca. Enquanto eles discutem, a câmera corta para cada lado da mesa, lentamente parando conforme a discussão agrava. Eles discutem em códigos sobre seus respectivos affairs, com Charles eventualmente dizendo para Diana: ”Precisa haver duas de você. A verdadeira e a que eles tiram fotos. Você precisa fazer coisas que seu corpo odeia pelo bem do país. Pelo povo, porque eles não querem que sejamos pessoas. Desculpe, pensei que soubesse.”

A performance de Stewart parece estar perfeita, com seu sotaque convencendo meus ouvidos não-educados. Ela também está usando um nariz falso que a faz lembrar um pouco a Diana. Eu fiquei impressionado.

INSIDER: O Insider assistiu as primeiras cenas de Spencer durante a apresentação do Neon na CinemaCon, a convenção anual de cinema, na quarta-feira.

O filme altamente aguardado de Pablo Larraín (Jackie) estrelando Kristen Stewart como Princesa Diana enquanto ela passa por dificuldades no casamento com o Príncipe Charles.

A cena contém Stewart sendo confrontada por Charles por não ser a princesa que todos querem que ela seja. Nós podemos ver a Diana de Stewart claramente frustrada por seu papel e sentindo-se como uma prisioneira em sua própria casa.

Junto com a cena emocionante que pode dar atenção digna de Oscar para Stewart, e para a incrível produção de design e figurino, também temos o sotaque inglês dela.

É perfeito.

Assim como Natalie Portman interpretando Jackie Kennedy in Jackie, é menos sobre a aparência física com o ícone e mais sobre sua voz e maneiras.

Não me entenda mal, Stewart tem o visual com o figurino e o cabelo loiro ondulado. Mas sua voz combina perfeitamente com a da Princesa Diana.

Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil

Pablo Larraín, diretor de Spencer, compartilhou sua descrição sobre o filme no site do Festival de Veneza. Confira abaixo:

Todos nós crescemos entendendo o que é um conto de fadas, mas Diana Spencer mudou o paradigma e os ícones ideais que a cultura pop cria para sempre. Essa é a história de uma princesa que decidiu não se tornar rainha, mas escolheu construir sua identidade por si mesma. É um conto de fadas do avesso. Sempre fiquei surpreso com sua decisão e penso que deve ter sido muito difícil. Esse é o coração do filme. Queria explorar o processo da Diana enquanto ela oscila entre a dúvida e a determinação, finalmente optando pela liberdade. Era uma decisão que definiria seu legado: uma de honestidade e humanidade que continua inigualável.

Muito foi escrito sobre Diana; as histórias são infinitas – algumas podem ser provadas, outras não. Nós fizemos uma pesquisa extensa sobre ela, as tradições de Natal da família Real, e relatos sobre fantasmas na Casa de Sandringham. Ainda assim, a família Real é notoriamente discreta. Eles podem parecer publicamente em algumas ocasiões, mas em algum momento, quando as portas se fecham, e eles também, você não sabe o que está acontecendo lá dentro. Isso dá muito espaço para a ficção, era esse o nosso trabalho. Não queríamos fazer um documentário dramático, queríamos criar algo pegando alguns elementos reais e usando a imaginação para contar a história de vida de uma mulher com as ferramentas do cinema. Por isso o cinema é tão fantástico: sempre há espaço para a imaginação.

Ao construir o personagem da Diana, não queríamos criar uma imagem replicada dela, mas usar o cinema e suas ferramentas para criar um mundo interno que se encontrava na balança certa entre o mistério e a fragilidade de seu caráter. Tudo o que Diana vê reflete em suas memórias, seus medos e desejos, e talvez até em suas ilusões. Esses elementos pegam algo que está acontecendo dentro dela e mostra uma vulnerabilidade muito bonita.

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil

De acordo com a revista Variety, Spencer, filme de Pablo Larraín estrelando Kristen Stewart no papel da Princesa Diana, fará sua estreia mundial no Festival de Veneza. O festival acontece entre o dia 1 até o dia 11 de setembro. Confira o anúncio:

Spencer, o filme altamente aguardado de Pablo Larraín estrelando Kristen Stewart como a Lady Diana, terá sua estreia em competição no Festival de Veneza, de acordo com a Variety.

Escrito pelo criador de Peaky Blinders, Steven Knight, o filme foca em um fim de semana nos anos 90 quando Diana decide se separar do Príncipe Charles no meio dos rumores de affairs. A falecida princesa estava passando o feriado de Natal com a família real na propriedade de Sandringham, em Nortfolk, quando decidiu deixar seu casamento.

Stewart estrela o filme em oposição à estrela de Poldark, Jack Farthing, que interpreta o Príncipe Charles. O elenco também inclui o indicado ao BAFTA Timothy Spall (Sr. Turner), a indicada ao Oscar Sally Hawkins (A Forma da Água) e Sean Harris (Missão: Impossível – Efeito Fallout). O filme estreia em 2022 para marcar o aniversário de 25 anos da morte de Diana.

Outros filmes famosos agendados para estrear em Veneza incluem Dune, a ficção científica de alto orçamento de Denis Villeneuve estrelando Timothée Chalamet e Zendaya, que será exibido fora da competição.

Embora Veneza esteja organizando uma escalação cheia de estrelas, a pandemia em andamento e o aumento de variantes está colocando uma sombra no festival que está agendado para começar no dia 1 de setembro. Com o ressurgimento de casos em vários países, a proibição de viagens pode ser restaurada, notavelmente nos Estados Unidos, apesar da situação ainda ser fluida.

Fonte | Tradução: Equipe Margot Robbie Brasil

Kristen Stewart é o rosto da nova campanha Métiers d’Art da Chanel e compartilhou com a Vogue França suas memórias fashion preferidas. A atriz também fala sobre as peças que toda mulher deve ter em seu guarda roupa. Confira:

Quais são os valores que você compartilha com a Chanel?
A ambição e visão pessoal da Coco Chanel é sustentada pelas mulheres que conheço na grife hoje em dia. Elas carregam a tocha pela Chanel. Eu admiro e sou motivada por esse compromisso e perspectiva. O amor profundo e afiado pelas estéticas, a audácia de expressar isso fielmente de um lugar igualmente incomunicável e íntimo é o motivo pelo qual amo a história inteira da Chanel. Sinto isso em nossa troca, nosso trabalho… Nós compartilhamos e alimentamos uma fome particular por expressão. Sou muito grata por isso.

Como você descreveria a coleção Métiers d’Art em três palavras?
Imaginada, criada e construída por uma mulher.

Qual sua primeira memória fashion?
Minha primeira memória fashion provavelmente é uma estressante… No entanto, acho que eu era uma criança de cinco anos muito confiante. Eu fui vestida de estrela do rock no Dia da Carreira no jardim de infância. Lembro do sentimento de que os pais das outras crianças provavelmente não acharam que a minha blusa escrita “Chute os traseiros primeiro, pergunte os nomes depois” era tão legal quanto eu achava. E eu gostei desse sentimento. Me senti rebelde, no personagem e totalmente eu mesma. As roupas fazem isso por você. De milhões de maneiras.

Sua roupa da Chanel mais memorável?
Eu amei usar o que acho que era um macacão com lantejoulas cor de champagne no Festival de Cannes. Me senti muito bem nele. Os tapetes de Cannes são longos, mas senti que poderia usar aquele macacão para sempre. Foi para a estreia de Acima das Nuvens… Eu estava com o Olivier (Assayas) e com a Juliette (Binoche) e lembro de pensar: “Isso está exatamente certo. Tudo isso.”

Quais são as cinco peças que toda mulher deve ter sempre em seu guarda roupa?
1. Roupas íntimas bonitas é uma grande coisa. O dia que você aprende isso, tudo muda imperceptivelmente. Nem mesmo para outras pessoas, mas para você mesma. É uma algo muito legal.
2. Um par de jeans que te faça se sentir mais sexy do que qualquer vestido.
3. Algo que seja como uma marca registrada. Uma jaqueta de couro ou algo que sempre faz você sentir que está arrasando. Pode ser qualquer coisa, apenas algo que você deseja. Sinto que as roupas certas tomam conta de mim, elas são como amigas. Gosto de escrever meu nome nas coisas. Eu odeio perder meus itens – se perder isso não me deixar triste, então não é para mim.
4. Um roupão bem legal. Não uma toalha. Algo para usar em casa.
5. Algo sentimental, que pertença a um amigo ou alguém que você ama. Amo encontrar uma jaqueta que alguém esqueceu e usar.

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil

Kristen Stewart fará parte do elenco de Crimes of the Future, nova ficção científica do diretor David Cronenberg. Viggo Mortensen e Léa Seydoux também fazem parte do elenco. O filme começa a rodar em agosto, na Grécia. Saiba mais:

NEON e Serendipity Point Films decidiram o começo da produção de Crimes of the Future, de David Cronenberg, em Atenas, na Grécia. O suspense de ficção científica escrito e dirigido por Cronenberg conta com Viggo Mortensen, Léa Seydoux e Kristen Stewart como suas estrelas, e Scott Speedman, Welket Bungué, Don McKellar e Lihi Kornowski também no elenco.

Esse é o primeiro roteiro de ficção científica de Cronenberg desde eXistenZ de 1999. Soa tão ambicioso quanto, mergulhando no futuro não tão distante onde a humanidade está aprendendo a se adaptar com seus ambientes sintéticos. Essa evolução move os humanos além de seu estado natural e em uma metamorfose, alterando sua maquiagem biológica. Enquanto alguns abraçam o potencial infinito do trans-humanismo, outros tentam se policiar. De qualquer forma, a “Síndrome da Evolução Acelerada” está se espalhando rapidamente. Saul Tenser é um artista performático muito amado que abraçou a Síndrome da Evolução Acelerada, e novos e inesperados órgãos surgem em seu corpo. Junto com sua parceira Caprice, Tenser transformou a remoção desses órgãos em um espetáculo para seus seguidores fiéis admirarem em um cinema em tempo real. Mas com o governo e com uma estranha subcultura prestando atenção, Tenser é forçado a considerar o que seria sua performance mais chocante de todas.

“Tenho negócios inacabados com o futuro”, Cronenberg declarou.

“Trabalhar com David Cronenberg é embarcar em uma jornada explorando um território onde ninguém jamais explorou”, disse Robert Lanton, que está produzindo o filme. “Cada uma de nossas colaborações tem sido uma aventura empolgante e a visão incondicional do David é do que o verdadeiro cinema é feito.”

O filme está por aqui há um tempo, ganhando atenção para o que marcará a quarta colaboração de Cronenberg com Mortensen, incluindo os incríveis filmes Marcas da Violência e Senhores do Crime. É real agora, com a NEON lançando nos Estados Unidos. O filme faz parte de uma lista de recentes aquisições da distribuidora que inclui Spencer, de Pablo Larraín.

Crimes of the Future também é a quarta colaboração entre Lanton e Cronenberg, que se juntaram para Senhores do Crime, eXistenZ e Crash – Estranho Prazer. Steve Solomos é co-produtor e Panos Papahadzis co-produz para a Argonauts Productions de Atenas. Os produtores executivos são: Joe Iacono, Thorsten Schumacher, Peter Touche, Christelle Conan, Ainda Tannyan, Victor Loewy e Victor Hadida. Bonnie Do e Laura Lanktree são produtores associados.

Além de Mortensen e Lantos, Cronenberg se rodeou com colaboradores de longa data que incluem a designer de produção Carol Spier (Crash – Estranho Prazer, Gêmeos – Mórbida Semelhança) e o compositor vencedor do Oscar, Howard Shore (Marcas da Violência).

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil