Durante o Sundance Film Festival, Kristen Stewart passou pelo estúdio do IndieWire para conversar sobre o filme ao lado de Steven Yeun, seu colega de elenco, e dos diretores Sam e Andy Zuchero. Confira:

EVENTOS > EVENTOS E PREMIAÇÕES > EVENTOS E PREMIAÇÕES EM 2024 > (19/01) ESTÚDIO DO INDIEWIRE NO SUNDANCE FILM FESTIVAL

2023 foi o ano da inteligência artificial como vilã em Hollywood, com blockbusters como Missão: Impossível – Acerto de Contas Parte Um e Resistência interpretando a inteligência como uma força mortal que poderia destruir a humanidade. Mas o casal de cineastas Andy e Sam Zuchero decidiram por uma abordagem diferente com o romance Love Me, que conta a história de duas inteligências artificiais que se transformam em múltiplas formas físicas durante o affair que dura bilhões de anos. E se a inteligência artificial fosse uma coisa boa que nos ajudasse a ver o amor através de novas lentes?

Foi uma abordagem inteligente, já que Love Me se tornou um dos filmes mais falados durante o Sundance Film Festival de 2024. Os Zuchero e suas estrelas Kristen Stewart e Steven Yeun passaram no estúdio do IndieWire durante o Sundance para falar sobre a abordagem positiva do filme em relação à inteligência artificial.

“Tínhamos uma história que era uma ficção científica, e Sam disse: “Vamos jogar fora,” porque queríamos um romance,” disse Andy Zuchero. “Enquanto fazíamos esse filme, o cenário da tecnologia e da IA se desenvolveu muito. Estamos recebendo muitas perguntas sobre como esse filme analisa ou aborda a IA. E, sinceramente, somos apenas espectadores, somos parte do público assistindo esse desenvolvimento e é emocionante. E, na verdade, nosso filme não é sobre IA. É sobre humanos através das lentes da IA. E a parte legal é que a IA só funciona para que possamos aproveitar tudo e todos. É uma visão igualitária da humanidade. E foi uma lente interessante de se observar, não havia julgamentos.”

Sam Zuchero explicou que ela se inspirou em comédias de diretores como Frank Capra e Howard Hawks, o que a levou a experimentar com as técnicas de aplicar narrativas clássicas de romance em problemas futuristas como a ascensão da inteligência artificial.

“Eu estava assistindo Aconteceu Naquela Noite e Jejum de Amor e pensei: “Oh, vai ser bom se pudermos contar através das lentes do amor,’” disse ela. “E vai nos dar uma oportunidade de usar IA como uma ferramenta para nos enxergarmos sem julgamentos.”

Yeun e Stewart repetiram os sentimentos de seus diretores, dizendo que o uso de IA no filme como enredo permitiu oferecer uma nova perspectiva sobre amor romântico que é livre dos preconceitos humanos tradicionais.

“Nós somos a totalidade de tudo,” disse Yeun. “É interessante ver como você quer ser amado, ou como você pode conseguir amor, afeto ou não perder alguém. É a maneira como você se compromete com você mesmo e com outras pessoas. E então chegar no fim e dizer: “Talvez seja perfeito de qualquer forma.” Só é imperfeito quando você faz comentários, quando você está autoconsciente. Mas quando você está no momento, só está acontecendo.”

Stewart expressou que espera que Love Me seja usado como exemplo para um futuro cheio de esperança, em vez de medo, em relação à IA.

“Em vez de continuarmos fazendo filmes em que a IA destrói nós todos, talvez sugerimos isso,” disse Stewart. “Vamos amar uns aos outros!”

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil