A figurinista ganhadora do Oscar, Jacqueline Durran, conversou com a Entertainment Weekly sobre os looks de Spencer, suas inspirações e sobre Kristen Stewart. Confira abaixo:

O estilo da Diana é tão distinto e tão documentado. Quais tipos de orientações Pablo te deu desde o começo?
Bom, há o conceito geral do filme em que estamos investigando a ideia de uma princesa que parece ter a vida perfeita, mas não tem. E então havia o jeito em que ele queria criar essa história dentro de um espaço bem desenhado – ele queria que nossas escolhas de vestuário fossem bem intencionais e queria que usássemos cores fortes. Houve uma quantidade enorme de pesquisa.

É um fato que todos mencionam, mas Diana era absolutamente a pessoa mais fotografada que já esbarrei. Digo, se você for em qualquer software de pesquisa, há centenas e centenas de fotos. Então era uma questão de realmente escolher a direção dentro dessa enorme variedade de opções. Nós reduzimos tendo um período entre 1988 e 1992.

Reconheci algumas roupas, outras eu não tinha certeza se eram réplicas de looks que existiram ou se eram mais interpretações.
Há um figurino que é o mais próximo de uma réplica que conseguimos chegar, que é a blusa polo vermelha de gola alta e a saia quadriculada, é o segundo que ela usa no filme. Também há a jaqueta bomber que ela usa no final. Não acreditei que eu encontrei uma idêntica à que ela usou, feita por uma marca chamada Mondi. Digo, é a mesma! Isso foi incrível.

A ideia era de que nunca estávamos fielmente replicando todas as roupas da Diana, mas estávamos definitivamente nos baseando na ideia delas. Então estávamos conscientemente tentando não fazer a versão mais próxima que podíamos em cada ocasião. Mas em alguns lugares usamos coisas que eram exatamente seu estilo e em outros lugares nós nos afastamos. Compramos um par de jeans retrô, e os suéteres não foram feitos por nós, obviamente, mas muitas das peças foram.

Existe uma escassez de Diana agora quando você procura por peças vintage, por causa de séries como The Crown e sua influência, e o ressurgimento geral de interesse nesses estilos?
É um pouco mais difícil porque está mais na moda e mais pessoas estão interessadas em comprar essas peças. Mas se as pessoas estão interessadas em comprar, então os comerciantes possuem mais peças e você precisa pagar mais. [Risos]

Mas muito do guarda-roupa de Diana era feito para ela, então deveríamos falar sobre a questão da Chanel. Seu período principal usando Chanel foi mais tarde em sua vida, mas houve uma visita em Paris, acho que em 1988, em que ela usou um famoso casaco vermelho, que a Chanel replicou para Kristen.

Há tantos figurinos nesse filme, mais do que você imaginaria para um que se passa essencialmente em três dias. Como foi esse processo?
Bem no começo tivemos enormes provas de roupa. Era com Kristen, Pablo e eu, e nós olhávamos para o filme inteiro e meio que atribuímos ideias e olhávamos para cada figurino. Eu sabia que, por exemplo, há um conjunto de roupas que aparecem expostas para o Natal, mas ela não usa todas.

E então há uma montagem de cenas em que a vemos em diferentes momentos, que também não faz parte de uma história linear de figurinos. Essas foram as roupas que continuei a procurar durante as filmagens.

O interessante para mim foi a mistura do final dos anos 80 com o começo dos 90 e com o tipo de restrição da família real – que por um lado é tão atemporal, mas também um pouco presa entre os anos 50 e 60 e muito menos orgânico para ela.
É exatamente o que esperávamos que fosse acontecer porque, em teoria, todas essas roupas que você a vê usar quando está em sua história oficial meio linear são preparadas para ela, são parte da formalidade da situação. É ótimo que você pegou isso assistindo.

E como vocês fizeram Kristen parecer tão alta? Porque Diana tinha bons 12 ou 15 centímetros acima dela.
Acho que era muito sobre como ela era filmada. Mas estávamos conscientes nas provas de roupa – se mexer em alguma coisa, levantar a cintura, mover o busto, mudar um pouco da proporção das roupas, se isso a alongasse, então faríamos. Não fizemos grandes mudanças particularmente para alcançar isso. Mas evitamos coisas que destacasse o fato de que ela é mais baixa do que Diana.

Houve alguma roupa que Kristen particularmente amou ou odiou?
Ela absolutamente amou a jaqueta bomber da Mondi. Mas, sabe, não posso elogiá-la o bastante. Ela é a atriz mais fantástica de se trabalhar porque é completamente dedicada em se jogar na criação de imagem que você está buscando. E ela está totalmente disposta a tentar qualquer coisa, mas ao mesmo tempo, faz anotações sobre o que ela pensa que vai ou não funcionar. E ela tem um ótimo estilo. Inacreditável! É tão diferente do da Princesa Diana, mas isso mostra o quão talentosa ela é.

Você se sentiu como um tipo de residente britânica – temos um diretor chileno e uma atriz americana que não cresceram com Diana – que estava falando pela história, ou pela Inglaterra, quando se tratava de precisão?
No começo, eu estava um pouco obcecada. Havia uma coisa na Grã-Bretanha nos anos 80, não sei se você já ouviu falar, chamada Sloane Rangers. Diana era como o protótipo Sloane Ranger, então eu falava muito com eles sobre isso, mas no final, não era o filme que estávamos fazendo. Estávamos fazendo o filme do Pablo e da Kristen. Então não senti tanto o peso de ser a única britânica.

Vamos falar sobre o vestido do casamento. Não é muito como o vestido verdadeiro, aquela coisa fofa gigante.
O vestido do casamento! Não está na história principal, apenas na montagem. E não tínhamos dinheiro para fazer o vestido de casamento da Diana para algo que não fazia parte da história principal. Então adaptamos um vestido normal para ser uma aproximação dele.

Não tenho a ilusão de que não há diferenças entre o vestido da Diana e o que fizemos. Mas é meio que o espírito do vestido, em vez de uma réplica exata. Se você não está fazendo The Crown e não está fazendo decisões artísticas sobre o que pode ou não ser alcançado, acho que precisa fazer esse tipo de coisa às vezes.

E o figurino amarelo de marinheiro? Esse tem que ser um dos favoritos.
Esse foi baseado mais ou menos em algo que Diana usou. Ela foi avaliar a Marinha em Portsmouth, acho. Pablo e Kristen amaram a ideia dela usando um chapéu de pirata, então fizemos um amarelo e era um figurino meio flutuante porque não tínhamos certeza se ia caber, mas precisava entrar em alguma cena. Então acho que encontrou seu lugar. [Risos]

Há um vestido que ela usa para um jantar formal no começo com um colar de pérolas que Charles dá para ela como presente, e o figurino inteiro parece com algemas douradas – é tecnicamente deslumbrante, mas ela odeia.
Era clássico e um tanto simples, eu acho. Foi uma escolha de instinto. Era um dos figurinos feito por nós. E as pérolas, sim, exatamente! Eram lindas e opressoras ao mesmo tempo.

Assim como a vida dela.
Sim. [Risos]

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil