Kristen conversou com a Variety durante a divulgação de Lizzie em Los Angeles e falou sobre o aguardado reboot de Charlie’s Angels e sobre o suspense que estreia hoje (14) nos Estados Unidos. Confira:

“Quando você diz 2010, parece tipo, ‘Oh, meu Deus, isso faz tanto tempo,'” Chloe Sevigny relembra enquanto fala sobre o período de gestação de Lizzie.

A biografia histórica ficou em desenvolvimento pela última década. Sevigny explicou como ela trabalhou em outros projetos enquanto isso: “Não era como se esse fosse meu único foco pelos últimos 18 anos.”

Mas a história, que entra na vida doméstica da mulher acusada e inocentada dos assassinatos de seu pai e madrasta, Lizzie Borden, passou por várias iterações antes de chegar ao produto final.

“Quando se tornou o que é hoje, nós sabíamos que queríamos focar na história de amor e na vida de Lizzie em casa, e o relacionamento com Bridget e o que significava para ela,” Sevigny disse. “E como ela está tentando construir essa fuga dessa vida onde ela está tão infeliz.”

Kristen Stewart, quem Sevigny disse ser sua primeira escolha para interpretar a empregada irlandesa que se torna a confidente e amante de Lizzie, acredita que a história ressoa nos dias presentes porque “você vê mulheres que realmente parecem modernas, seguras de si e com desejo pela vida. Pessoas que você pode realmente se relacionar são literalmente amordaçadas e acorrentadas por sua era,” ela disse.

Stewart notou que enquanto a história de Borden é um conto trágico, “é legal ver dois animais assim se levantarem e morderem de volta” enquanto elas tentavam sair da casa contenciosa. “Ambas sentiram que estavam sendo abusadas, mas também como se elas não pudessem existir,” Stewart disse.

Sobre interpretar o papel titular e liderar o filme por sua realização, Sevigny foi atraída por “como ela é misteriosa. Digo, para mim, foi isso que realmente interessou. Tipo, quem é essa personagem?”

Enquanto Stewart ecoou seu sentimentos, Sevigny continuou a expandir sua curiosidade: “Você sabe, o que levaria ela a fazer isso? O que é de onde surgiu a história. Como ela encontra forças para fazer isso. Ela é louca? Ela estava em um ataque epilético? O que levaria uma mulher a fazer isso? E o quão oprimida ela devia ser para ir a um extremo desses?”

Fonte

“Olha. Eu vou falar isso, mas vocês vão ficar tipo, ‘Vocês não fizeram nada disso,'” Kristen Stewart brincou sobre seu aguardado reboot de Charlie’s Angels que está começando a produção.

Enquanto divulgava a biografia histórica Lizzie com a co-estrela e produtora Chloe Sevigny, Stewart notou que as novas “Panteras ainda serão divertidas e farão coisas de Panteras, mas também vai ser atual e moderno.”

Uma dessas atualizações modernas é, claro, Elizabeth Banks interpretando Bosley, um papel tradicionalmente interpretado por um homem nas iterações anteriores. Banks também irá dirigir o filme.

Enquanto Stewart diz que ela amava os filmes anteriores e acha que são hilários, ela se interrompe antes de comparar com o novo filme. “Deus, é tão engraçado. Eu sei que se eu disser isso de um certo jeito, vão escrever sobre isso. Mas não é uma coisa tão ruim,” ela disse.

“É tipo uma versão ‘woke’.”

Sevigny concordou, adicionando que o público de hoje em dia não leva a “frivolidade” de jeito leve. Stewart concordou, explicando que “existe uma natureza brega nos últimos que foram super divertidos. Mas, hoje em dia, se você vê uma mulher em combate, tudo deve estar completamente dentro de sua capacidade.”

O filme também terá “uma rede inteira de Panteras,” de acordo com Stewart. “Não são apenas três. Mulheres ao redor do mundo estão conectadas e ajudam umas as outras,” ela disse.

Notando como as novas Panteras “trabalham juntas de um jeito muito bonito,” nada foi dito se as antigas Cameron Diaz, Drew Barrymore, ou Lucy Liu farão uma participação especial.

“Eu não sei. Vou perguntar para elas, no entanto. Vou ligar para elas. Ficarei tipo, ‘Hey, gente, vocês sabiam…?'” Stewart disse.

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil