O mais recente filme de Woody Allen, ‘Café Society‘, está chegando na Austrália nesse mês e o site Daily Telegraph conversou com a Kristen sobre a obra e muito mais! Confiram:

Após encontrar a fama com ‘Twilight’ em 2008, você seguiu em frente com papéis mais adultos. Isso foi de propósito?
Eu fui atraída fisicamente para esses projetos. É quando você se sente melhor: quando há algo intenso que precisa ser explorado. Eu quis fazer filmes desde que eu tinha nove anos e você sabe quando vai ser pra sempre. Você reconhece isso em outras pessoas e se você encontra a estória certa para contar, isso é o que me atrai.

Há algum denominador comum entre seus papéis?
Sim, eu! Eu não sou uma atriz personagem. Eu sei que muitos atores dizem que eles podem se esconder atrás de personagens e que eles podem sair de si mesmos. Eu sinto que quando estou fazendo um trabalho estimulante é quando estou me encontrando e não me escondendo. Eu diria que há um limite, mas geralmente eu não paro para analisar minha carreira como um todo.

Café Society é seu terceiro filme com o ator Jesse Eisenberg, que disse no passado que você o intimidava. Você sentia isso?
Jesse é muito inteligente. Ele costumava me intimidar. Mas agora há um calor que compartilhamos e que me permite acompanhá-lo. Costumava ser debilitante. Eu costumava ficar tipo, “Eu não vou tentar ficar no seu nível,” e agora nós realmente andamos juntos. Mas eu não sei… Honestamente, a vida realmente o esmaga por causa de sua inteligência. As situações são realmente super estimulantes para ele. Eu acho que ele é uma dessas mentes especiais. Eu tenho uma natureza que realmente entra em contraste com a dele, então acho que isso o deixa louco.

Eisenberg também diz que você não liga para o que as pessoas dizem de você. Isso é verdade?
Não! Eu me importo profundamente com o que as pessoas pensam. Eu sou atriz, eu me importo muito em ser entendida. Tudo o que eu quero fazer é me transportar. Quando eu sinto que não consegui, isso me deixa louca. Se eu sinto que não fiz um bom trabalho, ou projetei uma versão estranha e estragada de mim mesma porque me senti insegura, eu saio dessas situações com muito arrependimento. Então, conforme eu fiquei mais velha, eu penso, “Você não vai ser feliz a não ser que você respire fundo e seja completamente você mesma.” No fim do dia, você pode fazer isso, mas o que você não pode fazer é dizer coisas que você não quer dizer e tentar ser algo que você não é.

O que a fez querer interpretar Vonnie em Café Society?
Eu amo a Vonnie porque ela também age de um jeito incrivelmente puro e sem vergonha. Especialmente naquela era (1930), Vonnie faz coisas que não são convencionais. Há algo tão atual sobre ela e algo que tão verdadeiramente alegre. Ela realmente aproveita a vida e isso é muito contagiante.

Você trabalhou com o roteirista e diretor Woody Allen nesse filme. Qual o seu filme favorito dele?
Annie Hall. Eu sei que é óbvio, mas é meu favorito. A primeira vez que eu vi Annie Hall, foi em um avião, o que é muito desconfortável. Foi no Air France, e eles possuem bons filmes. Eu disse, “Wow, eu nunca vi esse.” E minha publicista, que é uma das minhas melhores amigas, eu a conheço por anos, disse “Assista agora!”

E o que vem agora? Um blockbuster de super herói?
Eu não desenvolvi muito meu lado sobre histórias em quadrinhos, mas eu amo filmes grandes filmes, gosto do efeito deles. Eu gosto de compartilhar coisas nesse nível.

Você gosta do lado glamuroso da indústria, como ter um estilista e andar no tapete vermelho?
Ninguém pode se vestir sozinho porque nós temos um trabalho a fazer. Estamos trabalhando em outras coisas. Eu tenho uma colaboração muito aberta e envolvente com minha estilista. Eu não sou vestida de forma remota por alguém. Mas ela me conhece por tantos anos, trabalhamos juntas desde que eu tinha 13 anos, então ela destaca quem eu sou, ao invés de me fazer ser outra pessoa.

Então você nunca saiu vestindo algo que você não gosta?
Eu sinto como se eu me vestisse, mas eu não poderia fazer isso sozinha, eu não tenho tempo de correr o mundo pelas peças. Há muito material e roupas por aí. E também, eu gosto. Eu me enquadro na categoria de alguém que é atraída por moda porque é essa coisa brilhante… Eu sou tipo uma mariposa em uma chama. E é completamente animalesco. Não é para chamar atenção, eu acho bonito.

Você tem um grande guarda-roupas em casa?
Eu tenho muitos tênis! Eu sou realmente muito obcecada por tênis. Mas, não, não muito. Todas essas coisas que usamos são emprestadas. Eu tento manter as peças que parecem minhas, mas eu não tenho muita coisa.

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil