Archive for



Assim como na entrevista anterior, a USA Today entrevistou tanto a Kristen como a Julianne durante a press junket de “Para Sempre Alice”. Na entrevista abaixo, contam como nasceu essa forte ligação entre elas e que, além de atriz, Kristen virou uma espécie de Relações Públicas da Julianne.

LOS ANGELES — Sente-se com elas e você imediatamente notará que Julianne Moore e Kristen Stewart são bem unidas.

Começando pelo fato “nós somos do mesmo tamanho,” avalia Moore. Ambas estrelaram duas grandes franquias adolescentes do nosso tempoStewart em “Crepúsculo” e Moore em “Jogos Vorazes”. Mas, a ligação que une mãe e filha de “Para Sempre Alice” começou há mais de uma década.
Com 14 anos, Stewart estrelou, em 2004, o filme “Segurem Essas Crianças” dirigido por Bart Freundlich, marido de Julianne Moore. “Eu lembro quando ele escolheu ela, ele disse “essa menina é extraordinária,'” disse Moore.
Passado-se 10 anos. “Honestamente, eu estava morrendo de vontade de trabalhar com ela desde que sou atriz ,” disse Stewart, encolhida ao lado de Moore num sofá. “Mesmo que ela fosse uma total idiota, eu ainda gostaria de trabalhar com ela,” Stewart enfatiza, enquanto Moore ri. “Nós nunca paramos de conversar.”

Em “Para Sempre Alice”, Moore interpreta Alice Howland, uma talentosa professora de linguistica cuja memória começa a desaparecer depois do diagnóstico de início precoce de Alzheimer. Stewart aparece como sua filha Lydia, uma aspirante a atriz que se sobressai sobre os seus irmãos para se tornar a cuidadora-chefe de sua mãe.
Stewart, desde o fim de “Crepúsculo”, tem participado de filmes independentes. Ela se lembra de uma experiência comovente, há anos atrás, com uma mulher com um estado grave de demência. “Se eu saísse da sala por cinco minutos e voltasse, ela não se lembraria que eu estive ali,” disse a atriz. “Mas, eu a vi se divertindo nos momentos que compartilhamos. E eu vi o reconhecimento de que ela iria perder esses momentos, momentaneamente.”

Moore enfatiza que a mensagem final de “Para Sempre Alice” é que a pessoa que luta com a doença “ainda está lá. E isso é o mais importante. Existe a noção de que alguma maneira a personalidade ou a pessoa é apagada pela doença, mas a pessoa está lá…por isso o filme é chamado de “Para Sempre Alice.”

A forma como Moore interpretou Alice, de maneira hábil mostrando os efeitos sutis e agudos do Alzheimer, fez com que deixasse os críticos esperançosos sobre a vitória no Oscar. Ela é “uma aposta tão certa quanto você conseguir um Oscar,” disse o fundador do site GoldDerby.com, Tom O’Neil, que diz que ninguém é páreo para ela nas chances ganhar o prêmio. “Ela é querida pela Academia, e já passou da hora dela ganhar.”

E adivinhe quem assinou para ser a máquina promocional de Moore?

“Tudo o que quero é: ‘Sim, Julianne Moore! Ela fez isso! Deixe-me dizer o quão boa ela é,” disse Stewart, pulando do sofá e fes como se estivesse andando com um megafone. “Eu não estou nem trabalhando, já terminei tudo. Estou totalmente com você.”

Fonte | Tradução: Rafaela Peixoto – Equipe Kristen Stewart Brasil

Na noite de hoje (14/01), Kristen foi fotografada enquanto jantava no restaurante Momofuku, em Nova York, acompanhada de seus amigos. Confira as fotos na galeria:


CANDIDS > APARIÇÕES EM 2015 > (14/01) COM AMIGOS EM NOVA YORK

Durante a press jucket de “Para Sempre Alice”, a Kristen Stewart e a Julianne Moore concederam uma entrevista para a USA Today. Elas falam sobre o que é o filme, o que ele representa e o processo de caracterização da personagem Alice. Confira abaixo a entrevista traduzida:

LOS ANGELES — Boa sorte em se manter sã durante a cena de “Para Sempre Alice”, em que Julianne Moore interpreta uma mulher diagnosticada precocemente com Alzheimer e faz um doloroso discurso sobre a arte da perda.
“Eu me encontro aprendendo sobre a arte da perda todos os dias,” fala sua personagem, citando a poeta Elizabeth Bishop para uma audiência de pacientes e médicos. “Perco meus pertences, perco objetos, perco sono, mas principalmente, perco memórias…Quem pode nos levar a sério quando estamos tão diferentes de quem um dia fomos?”
Moore primeiro gravou essa cena sozinha num grande palco, com apenas uma cortina separando ela da equipe. “Tinha um grande palco atrás de mim e uma cortina. E quando nós fizemos não sei quantos takes e eles saíram de lá e estavam todos chorando.” Ela ri. “Eu estava tão feliz.”

Os cineastas, e também maridos, Richard Glatzer e Wash Westmoreland criaram “Para Sempre Alice” de acordo com a sua própria imagem: Richard Glatzer foi diagnosticado com ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). Ao invés de se aposentarem, eles escolheram Alice.
“Aqui estava esse casal – que estão há 18 anos juntos -, que fez um lindo filme sobre o que significa estar vivo,” disse Moore. “Eles estão trabalhando com pessoas que querem trabalhar com eles. É uma coisa muito bonita. Isso te ajuda a colocar tudo no lugar certo.”

“Para Sempre Alice” teve sua estréia no Festival de Cinema de Toronto, em setembro, e rapidamente foi agarrado pelas distribuidoras, que o lançaram o mais rápido possível para a corrida do Oscar. Isso é impressionante para um filme filmado em apenas 23 dias, em março.
“Eu estava fazendo “Jogos Vorazes: A Esperança”, então a Lionsgate gentilmente me cedeu um mês para gravar o filme,” disse Moore. “Foi apenas essa coisa de ‘entrar e sair’ e foi rápido.”

Rápido e emocionante. “Para Sempre Alice”, baseado no livro de Lisa Genova, crônicas da história de Alice Howland, uma professora da Universidade de Columbia, esposa e mãe de três filhos que descobrem que ela tem a doença de Alzheimer de forma precoce.
Também é um conto de cuidadores. Quando o marido de Alice, John (Alec Baldwin), saí de cena, é sua filha Lydia (Kristen Stewart), uma aspirante a atriz, que se muda de Los Angeles para Nova York e tornar-se a fonte primária de conforto para sua mãe, enquanto ela ‘se esvai’.

Com tudo o que foi exposto por “Para Sempre Alice”, “agora, estou preocupada,” disse Stewart. “Outro dia, meu pai não conseguia pensar numa palavra, e era algo bem simples, e eu estava ‘isso é errado’ você deveria saber essa palavra.”
Moore mergulhou no papel, visitando casas de longa permanência e conversou com responsáveis de associações, pesquisadores, pacientes e cuidadores sobre o Alzheimer. Ela salienta que nada que a Alice faz no filme é inventado; tudo, desde os movimentos até as formas de falar, foi observado, em primeira mão, pela Moore.
“Eu tive um teste cognitivo administrado por um neuropsiquiatra, o qual foi muito interessante e muito extenso,” disse Moore. “Eu pensei ‘Oh, esse teste não vai me deixar nervosa’ Mas, cara: ‘Liste 35 palavras, então as repita’. E depois eles te dão outra lista. ‘Agora, repita a primeira lista.'”
Stewart comparou sua colega de trabalho a “uma cirurgiã, literalmente. Eu aspiro isso. Quero ser capaz de estar no controle e me perder ao mesmo tempo. Ela é tão inteligente.”

Moore, que ganhou o Golden Globe de melhor atriz, no domingo, está muito ansiosa para receber sua quinta nomeação no Oscar, na quinta-feira.
“Eu penso que muitas pessoas se surpreenderia de saber que ela nunca ganhou,” disse o expert em Oscar, Dave Karger, apesar dela ter recebido boas críticas por “Boogie Nights – Prazer sem Limites”, “Fim de Caso”, “Longe do Paraíso” e “As Horas”. “Mas isso deverá mudar no próximo mês, já que ela é a favorita para ganhar o Oscar de Melhor Atriz esse ano.”

Tapetes vermelhos glamurosos e estatuetas de ouro de lado, para Moore e Stewart, “Para Sempre Alice” continua a ser um lembrete constante.
“Eu mandei uma mensagem para minha mãe no caminho para cá,” disse Stewart. “Eu, literalmente, apenas disse ‘hm, incomum, pacote de amor na forma de mensagem de texto, completamente aleatória mas eu te amo, cara.’ Resposta da minha mãe ‘Wow. Isso foi muito bem cronometrado.'”
Moore assente. “Eu cheguei em casa pensando, meu Deus, que mulher sortuda eu sou, que marido maravilhoso eu tenho, que filhos bonitos eu tenho. Eu valorizo eles, eu os estimo. É sobre tudo isso que esse filme se trata.”

Fonte | Tradução: Rafaela Peixoto – Equipe Kristen Stewart Brasil

Kristen foi fotografada do lado de fora do evento de Stella McCartney em Nova York nesta segunda-feira (12/01). Veja os candids a seguir:

KSBR (7) KSBR (2) KSBR (9)

Candids > Aparições em 2015 > (12/01) No desfile de Stella McCartney em Nova York

Na noite desta segunda-feira (12/01), Kristen Stewart esteve presente na apresentação da nova coleção de roupas da estilista Stella McCartney, em Nova York. Confira as fotos na galeria:

KSBR  (1) KSBR  (2) KSBR  (4)

EVENTOS > EVENTOS E PREMIAÇÕES > EVENTOS E PREMIAÇÕES EM 2015 > (12/01) STELLA MCCARTNEY AUTUMN 2015 PRESENTATION EM NOVA YORK [HQ]

12345