Kristen concedeu uma curta entrevista para a GQ Russia durante sua passagem por Cannes em maio do ano passado e a publicação ocorreu na edição de março da revista. Confira:

Nós encontramos Kristen Stewart em Cannes durante o festival de cinema duas vezes. Na primeira entrevista, após a premiere de ‘Café Society‘, de Woody Allen, é quase um desastre. Ela dificilmente encontra as palavras, pula de um assunto para o outro, esquece o que quer dizer. Durante a entrevista, isso se torna claro que ficaria uma bagunça no papel. Meu amigo inglês, que falou com ela mais cedo, diz que algumas pessoas não deveriam tentar ser intelectuais, mesmo que seja de sua vontade. Mas alguns dias depois, Kristen chega na praia do hotel Majestic de calças, calma e inteligente. Esse ano em Cannes, ela é a atriz mais bem vestida e cada aparição sua é um tópico para discussão.

“É muito legal escolher as roupas para as premieres, porque você pode conciliar sua imagem com o filme. É como se você adicionasse algo no enredo, algumas anotações pequenas. Na noite passada, na premiere de Personal Shopper, eu quis me sentir jovem, sem proteção, pura, por isso escolhi vestir branco. Pensei que seria um bom contraste com o pessimismo do filme.”

Sua voz está cedendo, mas seus brilhantes olhos verdes estão mais claros do que durante nossa primeira entrevista. Acontece que ela deixou Cannes por dois dias. “Eu fui para Saint-Tropez. As pessoas são tão exibidas aqui, eu me irritei. Algumas pessoas realmente possuem personal shoppers. E a profissão é um pouco atrás. Geralmente nossos estilistas nos ajudam. Eu trabalho com a mesma estilista desde que tinha 13 anos, eu acho. É impossível procurar por todas as coisas necessárias. E mais, -ela toca a lapela de sua jaqueta-, isso não é meu. Tenho que devolver.”

Dizem por aí que ela não liga para o que pensam dela. “Bom, cada impressão é muito subjetiva, talvez seja por isso que qualquer coisa que você pense sobre mim é certo e ao mesmo tempo errado. Eu não posso influenciar isso. Mas eu me importo com o que as pessoas pensam de mim. Escute, eu sou uma atriz, e isso é importante para mim, ser entendida.”

Nós falamos sobre filmes, sobre o fato de que seu produtor francês Charles Gillibert se tornou seu guia para o mundo real do cinema. (“Ele me explicou que faz sentido se arriscar no mundo das artes. Ele comparou fazer filmes com o pouso na Lua.”) Mas no final, retornamos para Personal Shopper. Há muitas mensagens de texto, o que é a parte principal da trama. Ela gosta de mandar mensagens de texto?

“Pode ser estranho, mas eu gosto de mandar mensagem de texto, é algo da nossa geração. Eu sei que algumas pessoas mais velhas dizem para fazer ligações. De certa forma, eles estão certos, mas eles não entendem que inventamos uma nova linguagem, uma nova forma de comunicação, que é pontilhada e podem não ser tão profundas como a conversa oral, mas não importa. Eu sou obcecada em editar minhas mensagens de texto e pontuação. É fantástico quando tenho tempo para fazer isso e mandar mensagens perfeitas. Mas isso não é um vício. Eu não tenho contas em redes sociais, exceto por uma privada no Instagram.” E seu emoji favorito? “Boa pergunta, deixe-me ver qual uso mais frequentemente.” Kristen mostra seu iPhone onde vejo um coração partido. “Coração partido. Sempre que eu gosto de alguma coisa, eu uso ele.”

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil