Durante a semana Kristen concedeu entrevistas para vários veículos da mídia, inclusive o site VOX. Confira a pequena entrevista abaixo:

Fora Allen, de 80 anos, ninguém que esteja envolvido em Café Society teve de lidar com a constante  atenção dos paparazzi em todo o mundo no mesmo nível que Stewart teve. A estrela de Crepúsculo fez uma transição, e com êxito, para papéis aclamados, mas claramente ainda sente a pressão de ser uma celebridade global cuja legião de fãs não está diminuindo tão cedo.

“Definitivamente há um fervor insano e oportunista, e é realmente evidente quando as pessoas não se importam sobre esse tipo de coisa,” diz Stewart. “O que governa você é o tipo de coisa que o faz sair da cama de manhã. Se você é um artista que quer contar uma história, é uma compulsão, não é algo que você quer fazer porque você quer entreter as pessoas e fazer um monte de dinheiro.”

“Mas,” ela continua, “a maioria das pessoas querem entreter outras e fazer um monte de dinheiro. Não é uma coisa ruim, mas se isso não der as mãos com o desejo genuíno de apenas saber e olhar? Sim, bem, é uma merda e realmente desagradável. Seres humanos são sempre estão arranhando um ao outro para chegar ao topo. Hollywood pode ter uma natureza superficial que faz isso mais óbvio.”

E Stewart está claramente fazendo seu melhor para ficar longe disso. Seu único filme de “estúdio” é o filme de Ang Lee, Billy Lynn’s Long Halftime Walk, e ela está se reunindo com o diretor de Clouds of Sils Maria, Olivier Assayas, para Personal Shopper, que terá sua premeire em Cannes na semana que vem. Oh, e na competição também.

Fonte | Tradução: Equipe Kristen Stewart Brasil